Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.

Centro de Seringueira e Sistemas Agroflorestais


English Version

Látex – A presença dessa borracha é tão natural que nem notamos. No total 22 clones foram registrados pelo IAC junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) — todos com vigor e potencial de produção de borracha superiores aos materiais mais plantados no Estado de São Paulo.


Há no mercado cerca de 50 mil produtos derivados da borracha natural, originária da seringueira, árvore de grande porte que, ao ter o tronco riscado, deixa rolar o látex. Quem usa tênis ou compra uma chupeta de bebê pode não imaginar que ali tem a presença de borracha natural.


Com os seringais mais produtivos do mundo, o Estado de São Paulo é o maior produtor de látex do Brasil graças às pesquisas do Instituto Agronômico. A heveicultura paulista produz cerca de 50% da borracha natural brasileira. São 90 mil hectares que geram cerca de 15 mil empregos no campo, além de postos nas indústrias — movimentação que resulta em ampliação de oportunidades para o setor privado e de arrecadação de impostos para a esfera pública.


No IAC, estão reunidos mais de 20 anos de pesquisas em heveicultura, que geram novos clones, com alto potencial de produção, vigor e outras características adaptadas às diferentes condições edafoclimáticas do Estado de São Paulo.


O Instituto também leva para os heveicultores a melhor forma de plantio e manejo de seringueiras, incluindo a extração de látex.


Sede do Instituto Agronômico (IAC)
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600

Governo do Estado de SP