Webmail    |    Intranet

 

As versões impressa e digital estão esgotadas

Os proprietários do Boletim 100 eletrônico podem atualizar as tabelas de adubação gratuitamente, à medida que elas são alteradas pelos pesquisadores do IAC. Assim, não é necessário adquirir outra cópia ou versão do programa para manter as recomendações atualizadas.

Recomendações de adubação para uvas finas para mesa e para uvas comuns

No final de 2007 foram feitas alterações nas recomendações de adubação para uvas, levando em conta que novas variedades estão sendo cultivadas. Além disso, foi detectado que as tabelas antigas tinham recomendações de doses um tanto altas de nitrogênio. O arquivo de atualização para uvas disponível nesta página contém recomendações para 88 combinações de variedades e idades de uvas (que são automaticamente instaladas com um só arquivo).

M.M Terra; M.A. Techio, E.J.P. Pires & L.A.T. Junqueira

Recomendação de adubação para coqueiro anão no Estado de São Paulo

O cultivo de coqueiro no Estado teve grande expansão nos últimos anos, visando atender o mercado de água de coco. Em 1993, havia cerca de 100 ha cultivados com coco no Estado de São Paulo, em 2003, segundo o IBGE, os coqueiros ocupavam 26.000 ha no Estado, um aumento de área 26 vezes no período de dez anos.

Ocorre que esta cultura é nova por aqui - tradicionalmente coqueiro é coisa de praia do Nordeste! - e os plantios foram feitos sem muita base tecnológica local, pois todo o “pacote” de recomendações era decorrente da experiência do Nordeste. Assim, até hoje os coqueiros no Estado de São Paulo eram plantados e adubados sem critério técnico.

Com o apoio da FAPESP, foi estabelecida uma parceria com a UNESP-Ilha Solteira e com um produtor de Pereira Barreto, SP, que permitiu implantar um experimento de adubação de coqueiro em junho de 2000. Com base neste experimento e em outros resultados de pesquisa foi elaborada uma tabela de adubação para a cultura. A recomendação de adubação segue os padrões do Boletim Técnico 100 do Instituto Agronômico (SP). Há recomendações para a fase de formação da planta (até 5 anos) e para a fase de produção. As doses de fertilizantes são calculadas com base na idade das plantas, na produtividade esperada e nos teores de P e K e micronutrientes disponíveis no solo.

Luiz A. T. Junqueira & Ondino C. Bataglia

Verão Impressa

Recomendações de adubação e calagem para o Estado de São Paulo

A agricultura paulista é bastante singular quanto à utilização de tecnologia, nela coexistindo desde a empírica de subsistência, até a do limiar do conhecimento científico e tecnológico. De modo geral, ela é conservadora quanto aos sistemas de produção, considera pouco relevantes para a preservação do ambiente rural, a eficácia produtiva e a qualidade do produto, para atendimento de um mercado cada vez mais exigente e diversificado. Podese considerá-la como uma atividade de altas perdas, dos insumos aos produtos e, regionalmente, pouco homogênea quanto à adoção de técnicas adequadas. Lado a lado, convivem áreas em exploração produtiva, competitiva e ecologicamente corretas, com outras de baixa produtividade, alto risco econômico e, principalmente, em acelerado processo de degradação. O solo, substrato onde as plantas de desenvolvem, nem sempre assegura o pleno fornecimento dos minerais e outras substâncias de que elas necessitam, nem lhes garante a expressão de seu potencial produtivo. Altamente complexo, podendo até ser considerado como um organismo vivo, o solo fornecedor de nutrientes às plantas, é fator de produção tecnicamente de fácil modificação e ajuste. Conhecer os limites desses ajustes, as suas relações com a produção e com a qualidade do produto e do ambiente, é fundamental ao exercício da arte da agricultura, ou da agricultura como arte. O Instituto Agronômico (IAC) tem desempenhado, na área da nutrição das plantas e da adubação e correção do solo, um extenso, continuado e profícuo trabalho de definição de como, quanto e quando modificar o solo para o alcance dos objetivos produtivos. Assim, o IAC apresenta esta nova edição do Boletim 100, que traz de forma organizada, as informações básicas e necessárias ao entendimento das respostas das plantas ao ambiente solo e, pragmaticamente, recomenda a sua correção e adubação. Este trabalho representa o somatório da experiência e vivência da maioria do corpo técnico do IAC e de colaboradores da CATI, CCA-UFSCar, CENA-USP, COPERSUCAR, EMBRAPA, ESALQ/USP, Instituto de Zootecnia (IZ), MA-Pró-Café, além de especialistas da iniciativa privada. Acompanhando a vocação da agricultura paulista e por causa da sua diversificação, não poderia ser diferente este Boletim, que contém recomendações técnicas sobre mais de uma centena de espécies, recomendações essas também válidas e aplicáveis a outras regiões com condições edafoclimáticas semelhantes.


Editores: Bernardo van Raij, Heitor Cantarella, José Antonio Quaggio e Ângela Maria Cangiani Furlani

Voltar ao topo

Verão Eletronica

Sistema Informatizado Boletim Técnico 100

Trata-se de um sistema para microcomputadores que tem como objetivo elaborar, com segurança e eficiência, recomendações agronômicas para correção do solo e fertilização de culturas a partir dos resultados analíticos de amostras de terra, tecidos vegetais e informações de campo. Os pareceres do Boletim Técnico 100 são uma maneira moderna de informar ao agricultor sobre o que, quanto, como e quando aplicar corretivos e nutrientes.

Atualizações gratuitas de tabelas de adubação

Tabelas de adubação para novas culturas ou novas versões das tabelas existentes podem ser importadas, atualizadas e incorporadas ao programa gratuitamente para quem adquiriu o software.

Principais benefícios do uso das recomendações:

  1. Qualidade técnica das recomendações agronômicas;
  2. Rapidez na elaboração das recomendações;
  3. Segurança do sistema;
  4. Ampla gama de culturas;
  5. Elegância na apresentação;
  6. Clareza ou didática da recomendação agronômica elaborada;
  7. Boa receptividade dos agricultores a novidades tecnológicas.

Esses benefícios contribuem decisivamente para o sucesso das estratégias técnicas e de marketing projetadas pelo usuário.

Banco de dados contendo as culturas

O Sistema Informatizado Boletim Técnico 100 possui um banco de dados contendo mais de 200 culturas reunidas em mais de 500 cadastros

Cadastro de amostras de solo e tecido vegetal

O sistema armazena os dados analíticos de amostras de terras e tecidos vegetais. O resultados digitados serão utilizados no cálculo da recomendação agronômica

Personalização da recomendação com parecer técnico

A Recomendação Agronômica elaborada pelo sistema, pode ser consultada rapidamente no vídeo e personalizada pelo engenheiro agrônomo responsável pelo parecer com informações técnicas ou dicas específicas para cada cliente.

Recomendação Agronômica

O sistema permite a utilização de vários modelos de formulários para a impressão da recomendação, personalizados com os dados do operador



Suporte ao Usuário B100 Versão Eletrônica
Fone/Fax: (19) 3213-2301
suporte@sira.com.br
Voltar ao topo

Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600