Webmail    |    Intranet

 

Conheça o milho canjica IAC 3330 e IAC 8053 para ração e milho verde

 

A cultivar de milho canjica IAC 3330 tem grãos de cor laranja forte indicam que eles têm maior teor de caroteno. Se consumido como canjica, essa característica beneficia a saúde humana por ser rico em pro-vitamina A.
“Se usado para ração, o caroteno dará melhor acabamento a frangos e galinhas, deixando-os com a pele mais laranja e a gema do ovo mais vermelha”, explica Eduardo Sawazaki, pesquisador do Instituto Agronômico (IAC), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.
Segundo o pesquisador, testes na indústria mostraram que a IAC 3330 apresenta excelente rendimento de canjica, além de maior teor de óleo nos grãos. “Esse óleo é um subproduto da canjica”, diz.
A IAC 3330 é indicada para pequenos e médios agricultores. Segundo Sawazaki, nos últimos anos tem ocorrido epidemia do complexo do enfezamento, transmitida pelo inseto cigarrinha. A IAC 3330 tem resistência moderada a essa virose. “Na ocorrência dessa virose, a IAC 3330 sofre menor dano e reduz a perda, isto é, ela produz mais mesmo sob ataque do complexo do enfezamento”, explica. O híbrido tem também boa resistência a importantes doenças do milho, como cercospora e a feosferia.
Entre seus destaques está o potencial produtivo, que nos experimentos regionais de verão, feitos em São Paulo em 2018, alcançou 6.581 quilos por hectare, na região Norte/Oeste, 7.164 quilos por hectare, na região Centro e 9.100 quilos por hectare, na região Sul. “Na safrinha de 2018 teve média de 4.777 quilos por hectare na região do Vale do Paranapanema”, afirma Sawazaki.
Com porte baixo, a IAC 3330 sofre menos acamamento e menos quebramento, além de se adaptar muito bem à colheita mecânica. “A altura da planta varia de 230 cm a 174 cm e a altura de espiga de 139 cm a 89 cm”, detalha o pesquisador. O material tem ciclo precoce da semeadura ao florescimento do pendão, em torno de 59 dias no verão e 63 na safrinha.
O IAC 3330 pode ser cultivado nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e no norte do Paraná.
 
IAC 8053 – grãos para ração e milho verde
Outro híbrido de milho é o IAC 8053, um dos mais produtivos já desenvolvidos pelo Instituto Agronômico. Ele pode atingir 9.000 quilos por hectare de grãos secos ou 150 sacas por hectare.
O IAC 8053 pode ser destinado à produção de grãos para ração e para milho verde. Os atributos da espiga são ideais para uso na culinária. Os grãos são grandes, cor amarelo claro, espigas grandes, com fileiras retas que facilitam a retirada do cabelo e casca fina. Apresenta boa tolerância às principais doenças foliares e viroses.

Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600