Webmail    |    Intranet

 

60 alunos bolsistas do IAC participam do 6.º Congresso de Iniciação Científica – CIIC 2012

 O evento ocorre de 13 a 15 de agosto, em Jaguariúna, interior de São Paulo

Por Fernanda Domiciano – Estagiária – Assessoria de Imprensa - IAC

O total de 60 alunos bolsistas do Instituto Agronômico (IAC), de Campinas, terá a oportunidade de apresentar os resultados de seus projetos de pesquisa desenvolvidos no IAC durante o 6.º Congresso de Iniciação Científica – CIIC 2012, em Jaguariúna, de 13 a 15 de agosto. Participam do CIIC 178 bolsistas de projetos de iniciação, dos quais 151 contam com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), por meio do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação Científica (PIBIC/CNPq) e do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI). O Congresso congrega quatro instituições de pesquisa: IAC, Instituto de Tecnologia dos Alimentos (ITAL), unidades regionais da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA Regional), e unidades de Meio Ambiente, Monitoramento por Satélite, e Informática da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).  Os bolsistas do IAC representam 34% do total de inscritos.
            Os trabalhos apresentados por estudantes do IAC são fruto do desenvolvimento dos projetos de pesquisa do Instituto nos últimos 12 meses e foram orientados por pesquisadores da instituição. Ao todo, serão 40 trabalhos de alunos com bolsa PIBIC/IAC-CNPq, 15 de bolsistas do PIBITI/IAC-CNPq e outros cinco de bolsistas de outros programas de bolsas. Esses números representam 33% e 54% do total de trabalhos escritos em cada um dos programas PIBIC e PIBITI, respectivamente. O Comitê de cada um dos Programas escolheu os nove melhores trabalhos do PIBIC-IAC e os três melhores do PIBIT que farão apresentação oral. Destes, serão premiados no CIIC os três melhores do PIBIC-IAC e o melhor do PIBITI-IAC. Os outros projetos serão apresentados em forma de pôster. Neste ano, além da premiação especial, que ocorre anualmente, para os melhores trabalhos de cada um dos Programas, serão conferidos certificados para os três melhores pôsteres do PIBIC-IAC e para o melhor do PIBITI-IAC.
            Dentre os trabalhos orais do PIBITI-IAC foram selecionados projetos de pesquisa em citros, mamona e palmito pupunha, desenvolvidos pelos seguintes bolsistas do IAC: Marcela Moretti Roma, Monica Helena Martins e Jorge Fernando Staine. No caso do PIBIC foram selecionados trabalhos em cana-de-açúcar, citros, feijão, flores tropicais, frutas, hortaliças, óleos essenciais e soja. Os trabalhos são de Tiago Paschoal Marciano, Daniela Zardini Bardella, Jessica Missaglia, Lilian Galdino, Vanessa Regolin Franco, Bianca Cristina Almeida Silva, Felipe Albieiro Gomes de Almeida, Fernanda Maria de Almeida e Marina Krey Murrer.
            De acordo com a pesquisadora do IAC e coordenadora do comitê interno do PIBITI-IAC, Lilian Cristina Anefalos, com o programa de estágios o IAC consegue cumprir parte de sua missão institucional, que está atrelada à geração e transferência de ciência, tecnologia e produtos por meio da formação de recursos humanos. Essas ações têm contribuído para ampliar a geração de emprego e renda no setor produtivo, por meio da elevação da qualidade dos profissionais em amplos postos de trabalhos, inclusive como futuros cientistas. “A geração de conhecimento, aplicado a áreas estratégicas do negócio agrícola, é o esteio do Instituto Agronômico. Esses futuros profissionais passam por treinamento diferenciado, que além do desenvolvimento e aprimoramento técnico, são reforçadas características relevantes no mercado de trabalho como a perseverança, rigor e determinação no desenvolvimento das atividades e superação de dificuldades, a partir do contato direto com a pesquisa”, afirma.
            O IAC tem sido contemplado pelo CNPq com bolsas PIBIC desde 2003. Desde então, já foram realizados três seminários e quatro congressos para a divulgação dos resultados desses projetos. Atualmente o PIBIC é coordenado na instituição pela pesquisadora do IAC, Tammy Kiihl. Já o PIBITI, foi introduzido no IAC em 2010. Nestes dois anos houve ampliação de 38% nas bolsas de iniciação do CNPq aos estagiários do IAC, com aumento de 40 para 55. “É importante ressaltarmos também que houve ampliação do escopo dos projetos ao contemplar nos últimos anos não apenas bolsas de iniciação científica, mas também de iniciação ao desenvolvimento tecnológico e inovação”, explica Anefalos.
            A pesquisadora do IAC destaca que há a possibilidade dos estagiários seguirem carreira no Instituto Agronômico, como é o caso dos pesquisadores Heitor Cantarella, Rose Mary Pio de Sousa, Elaine Bahia Wutke, Maurilo Monteiro Terra, Alisson Fernando Chiorato, Erasmo José Paioli Pires e Fernando Alves de Azevedo, por exemplo.

PIBIC e PIBITI

            O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação Científica (PIBIC/CNPq) e o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI) são destinados a alunos de nível superior em todas as áreas do conhecimento para estudantes que tenham bom desempenho acadêmico. No IAC, os bolsistas são das áreas de engenharia agronômica, agrícola e ambiental, agroecologia, tecnologia química, farmácia, química, ciências biológicas, biotecnologia, gestão do agronegócio e gestão ambiental. Além de alunos das faculdades da Região Metropolitana de Campinas (RMC), o IAC recebe universitários de outras regiões de São Paulo e de outros Estados brasileiros. Todos os projetos de pesquisa desenvolvidos na Iniciação Científica e em desenvolvimento tecnológico e inovação se enquadram em uma das 12 linhas de pesquisa do Instituto e contam sempre com a orientação de um pesquisador da área.
            O PIBITI visa estimular estudantes do ensino superior ao desenvolvimento e à transferência de novas tecnologias e inovação por meio da inserção de projetos e atividades de desenvolvimento tecnológico e ao fortalecimento da capacidade inovadora e empreendedora das empresas no País e para a formação do cidadão pleno.
            Já o PIBIC tem o objetivo de contribuir para a formação de novos talentos a partir da participação ativa do aluno no desenvolvimento de projetos de pesquisa na instituição, incentivando os estudantes à continuidade da carreira de pesquisa, contribuindo efetivamente para a formação de novos cientistas.

Serviço

6.º Congresso de Iniciação Científica – CIIC 2012
Data: de 13 a 15 de agosto
Local: Embrapa Meio Ambiente
Endereço: Rodovia SP 340, km 127,5, bairro Tanquinho Velho, Jaguariúna – SP.

Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600