Webmail    |    Intranet

 

IAC abre inscrições até 27 de agosto para o II Concurso Cachaça com Ciência

 

 
 
Por Carla Gomes (MTb 28156) e Mônica Galdino (MTb 47045) – Assessoria de Imprensa – IAC 
 
          Estão abertas as inscrições até 27 de agosto de 2018 para o II Concurso Cachaça com Ciência, que será realizado pelo Instituto Agronômico (IAC), na Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Jaú. No evento, de 4 a 6 de setembro deste ano, poderão participar interessados de todas as regiões do Brasil. O objetivo é reconhecer e premiar as melhores cachaças do território nacional do ponto de vista sensorial, fornecendo ao produtor uma visão da posição e aceitação de seu produto dentro do conjunto de cachaças brasileiras. 
            As bebidas devem ser encaminhadas para a Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Jaú do IAC. As categorias são Prata/Descansada, Envelhecida, Premium, Extra Premium e Blend. Os interessados podem obter mais informações sobre o evento e se inscrever no link https://www.cursosfundag.com.br/ii-concurso-cachaca-com-ciencia/.
O evento será organizado da seguinte forma: nos dias 4 e 5 de setembro serão realizadas as análises sensoriais e avaliações das bebidas. A premiação ocorrerá no dia 6 de setembro, o evento será aberto ao público com inscrição prévia. Nesse dia, também serão apresentados casos de sucesso na produção de cachaça; aspectos da legislação e regulamentação da produção e comercialização; marketing da bebida e mercado de exportação da bebida.
A proposta do concurso é proporcionar reconhecimento às bebidas de qualidade e transferir tecnologia e informação sobre o setor. “Podemos colocar a ciência a serviço do produtor para gerar melhorias para sua produção e consequentemente melhorar a vida dele. O nome do evento também remete à importância de produzir a bebida com consciência ambiental e social”, diz Gabriela.
                Os critérios que serão considerados pelo júri incluem avaliações visuais, como limpeza, cor e viscosidade; olfativas tais como teor alcoólico, natureza e acabamento; gustativo como corpo, acidez e álcool e também de qualidade, como retrogosto, harmonia e personalidade. Os nomes dos jurados serão divulgados apenas durante o evento para garantir a independência e a lisura do processo.
                “Houve interesse na produção de cachaça nos últimos anos, isso ocorreu por possibilitar o aumento de renda para as pequenas e grandes propriedades que produzem cana-de-açúcar e também por conta do aumento no consumo e exportação devido às melhorias na qualidade e inovações aderidas ao produto final”, diz Gabriela Aferri, pesquisadora do IAC.
Em Jaú, o IAC mantém ensaios de melhoramento genético de cana-de-açúcar e um laboratório, onde são feitas análises de cachaças e açúcar. A Unidade também realiza treinamentos para produção artesanal da bebida, açúcar mascavo, melado e rapadura. Essas ações atendem às demandas apresentadas por estudantes e canavicultores.              
 
     Categorias
Na categoria Prata/Descansada, a bebida possui coloração transparente, é o tipo mais simples. Esta cachaça não sofre qualquer tipo de envelhecimento durante seu processo de produção. “Ela pode passar ou não por madeira. A cachaça que não passa por madeira é, depois de destilada, descansada e em seguida, padronizada e engarrafada”, explica Valmira Cruzeiro, técnica do IAC e especialista em cachaça. A bebida apresenta aroma e paladar mais próximos da cana-de-açúcar.
A Envelhecida contém, no mínimo, 50% de cachaça envelhecida em recipiente de madeira apropriado, com capacidade máxima de 700 litros, por um período não inferior a um ano. Ela possui característica sensorial suave e aveludada.
A Premium contém 100% de cachaça envelhecida em recipiente de madeira apropriado, com capacidade máxima de 700 litros, também por um período não inferior a um ano.
A Extra Premium tem 100% de cachaça envelhecida em recipiente de madeira apropriado, com capacidade máxima de 700 litros, por um período não inferior a três anos.
Na categoria Blend serão aceitas as misturas de cachaças feitas com a finalidade de melhorar as características sensoriais do produto final, tornando-o único e característico de uma determinada marca. “Ressaltamos que não é permitido acrescentar produtos estranhos à cachaça, apenas misturar cachaças com diferentes processos de envelhecimento”, diz Valmira.
            Além das medalhas de ouro, prata e bronze, os vencedores nas cinco categorias receberão 300 Mudas Pré-Brotadas de Cana do IAC, para o primeiro lugar, 200 mudas para o segundo e 100 para o terceiro.         
 
 
            I Concurso Cachaça com Ciência
     Na primeira edição do concurso, em 2017, participaram 58 rótulos, sendo que o I Concurso Cachaça com Ciência foi aberto apenas para participantes do estado de São Paulo.      Segundo Gabriela, os inscritos no ano passado apresentaram perfil variado, incluindo desde grandes produtores, que já estão no mercado nacional e internacional há algum tempo, até os produtores que estão iniciando no negócio. Em 2018, as inscrições estarão abertas para os produtores de todo o país. A perspectiva é que sejam inscritos150 rótulos neste ano.
            De acordo com o Instituto Brasileiro de Cachaça, em 2017 o Brasil produziu mais de 1.3 bilhões de litros de cachaça, sendo que 8.9 milhões foram destinados à exportação. O restante foi consumido no mercado nacional.
 
            Inscrição para o II Concurso Cachaça com Ciência
Período de inscrições: 5 de julho a 27 de agosto de 2018
Telefone: (14) 3621-3439
Inscrições através do site:
Endereço: Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Jaú. Rodovia Deputado Leônidas Pacheco Ferreira, SP 304, KM 304.
Caixa Postal 66 – CEP 17201-970 – Jaú/SP
 
 
 

Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600