Webmail    |    Intranet

 

IAC apresenta pesquisa sobre padrões de classificação automatizados na fruticultura durante o AgriFutura

 
 
Por Mônica Galdino (MTb 47045) – Assessora de Imprensa – IAC
 
O Instituto Agronômico (IAC), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, busca desenvolver pesquisas que proporcionem mais eficiência, rentabilidade e precisão ao agronegócio. Seguindo esses preceitos, pesquisadores do Instituto desenvolvem nova pesquisa para estabelecer padrões de classificação de peso e cor para automatização da seleção de frutas. A pesquisadora do IAC, Juliana Sanches de Laurentiz, faz parte da equipe que atua neste projeto e explica que existem mesas de seleções, porém são importadas e caras. “Estamos desenvolvendo esses padrões para futuramente criarmos uma mesa com tecnologia brasileira, que será mais acessível aos produtores brasileiros”, diz Juliana.
Até o momento, a pesquisa classificou pêssego, tomate, limão Tahiti, morango, nectarina, ameixa, pimentão e laranja. A pesquisadora do IAC explica que ao automatizar esse trabalho cria-se um processo mais rápido e eficiente. “Ao eliminar a subjetividade do olho humano tornamos o processo mais confiável, pois há um padrão de cor e tamanho”, afirma.
Esta pesquisa será apresentada em 03 de março de 2018, no evento AgriFutura – Inovação no Agronegócio, no Instituto Biológico (IB), em São Paulo, Capital, que ocorre nos dias 03 e 04 de março. O evento também contará com a apresentação da pesquisadora do IAC, Mara Fernandes Moura, sobre melhoramento genético na fruticultura, além da participação das pesquisadoras do Instituto, Eliane Gomes Fabri e Flávia Maria de Mello Bliska, como moderadoras de mesas relacionadas a horticultura e café.
Juliana acredita que o evento, além de ser uma grande oportunidade de apresentar os trabalhos realizados pelo Instituto, possibilita a interação e possíveis parcerias entre os Institutos de pesquisa com start-ups e empresas privadas.
 A pesquisadora apresentará alguns dos resultados de classificação por imagem e seleção robótica na pós-colheita entre eles o da cultivar IAC de pêssego ‘Douradão’, que buscou o desenvolvimento de rotina computacional para classificação de pêssegos quanto ao diâmetro e coloração da fruta. O projeto foi financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
A pesquisa utilizou uma câmera digital conectada a um computador e as imagens geradas processadas pelo software. Por meio de iluminação indireta, 100 pêssegos ‘Douradão’ foram fotografados e tiveram a largura e comprimento medidos com o auxílio de um paquímetro digital e a coloração determinada em colorímetro.
As imagens das frutas foram processadas encontrando-se os valores de comprimento, largura e coloração gerados digitalmente. Esses dados foram corrigidos quanto às distorções da imagem e correlacionados com os valores medidos no paquímetro e colorímetro.
Os frutos apresentaram coeficiente de correlação de 0,8799 e 0,9539, para o comprimento e largura, respectivamente. Pelos dados da largura, calcularam-se os diâmetros transversais e, consequentemente, classificaram-se as frutas em calibre, utilizando-se como referência a norma de classificação do Instituto Brasileiro de Qualidade em Horticultura (Hortibrasil). “Em relação à coloração, a correlação da luminosidade (imagem e real) foi de 0,5265, 0,4877 e 0,5023, respectivamente. Há necessidade de mais estudos relacionados a coloração”, afirma a pesquisadora.
 
AgriFutura
O AgriFutura será realizado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), Fundação de Desenvolvimento de Pesquisa do Agronegócio (Fundepag) e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site www.agrifutura.com.br.
Para o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, o IAC tem empenhado esforços para contribuir de modo constante no desenvolvimento de  tecnologias. “O AgriFutura e as pesquisas do IAC mostram soluções inovadoras para o agronegócio, de acordo com a recomendação do governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin”, afirma Jardim.
 
Serviço
AgriFutura – Inovações no Agronegócio
Data: 03 a 04 de março
Horário: das 8h30 às 19h
Local: Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, 1252 - São Paulo
Inscrição: www.agrifutura.com.br
 

Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600