Portal do Governo | Investe SP | Cidadão SP | Internacional SP

Webmail    |    Intranet

 

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico premia pesquisa desenvolvida por bolsista do IAC

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) concedeu o Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica para Gabrielle Maria Fonseca Pierangeli, ex-bolsista do Programa Institucional de Bolsa de Inovação Tecnológica (PIBITI), que desenvolveu no Instituto Agronômico (IAC) a pesquisa "Utilização de microrganismos benéficos na produção de mudas de cana-de-açúcar pelo sistema MPB". A acadêmica permaneceu no IAC de agosto de 2015 a julho de 2016, sob orientação de Adriana Parada Dias da Silveira, pesquisadora do IAC, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Participaram do concurso 154 instituições.
A avaliação mostrou que alguns microrganismos favoreceram a absorção dos nutrientes essenciais pelas mudas de cana-de-açúcar, promovendo maior crescimento das plantas. Gabrielle afirma que os resultados preliminares obtidos irão auxiliar futuras  pesquisas na área de microbiologia do solo e agrícola em , “que visam o uso de microrganismos benéficos como  inoculantes, em larga escala”, diz.
O projeto buscou analisar os benefícios dos microrganismos em plantas e sua relevância na agricultura sustentável. Gabrielle explica que o objetivo foi avaliar  o desempenho  de micro-organismos no sistema de Mudas Pré-Brotadas (MPB) de cana-de-açúcar, pois se trata de um sistema de plantio novo, desenvolvido pelo IAC. “Com base nos benefícios causados pelos micro-orrganismos selecionado previamente em mudas micropropagadas, houve o interesse em avaliar seus efeitos  no sistema MPB”, diz.
Esses microrganismos colonizam naturalmente o solo, a área ao redor das  raízes e o interior das plantas, sendo que alguns são capazes de beneficiar o desenvolvimento das plantas por diversos modos de ação.
A pesquisa avaliou os efeitos da inoculação de bactérias promotoras de crescimento de plantas e de fungos micorrízicos arbusculares em mudas de MPB da variedade IACSP 95-5000 com diferentes adubações do substrato. Foram utilizadas as bactérias endofíticas IAC-BeCa-095 - Kosakonia oryzae e IAC-BeCa-088 - Burkholderia caribensis e bactérias rizosféricas IAC-RBca5 - Pseudomonas sp. e IAC-RBca11 - Bacillus sp; além de fungos micorrízicos arbusculares IAC-042 - Claroideoglomus etunicatum e IAC-03 - Glomus macrocarpum.
Os resultados apontaram que as bactérias Pseudomonas sp. e Burkholderia caribensis inoculadas isoladamente promoveram o crescimento da parte aérea das mudas. O aumento foi, aproximadamente, de 30% maior na presença de adubação e 60% maior na ausência de adubação. Essas bactérias também melhoraram a nutrição mineral das mudas, em comparação ao tratamento controle.
As bactérias Kosakonia oryzae e Bacillus sp. inoculadas com fungos micorrízicos promoveram crescimento de 40%maior da parte aérea das mudas  e  aumento dos teores de nutrientes das plantas, , no substrato adubado,  em comparação aos seus respectivos tratamentos sem fungos. Além disso, os fungos micorrízicos arbusculares resultaram em uma melhora na nutrição mineral das plantas, comparando com a ausência de inoculação dos fungos.
Para o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, esse prêmio é o reconhecimento de um trabalho consistente desenvolvido pelo IAC. “Foram 154 instituições que participaram do concurso, o que   demonstra a competitividade do Instituto, como orienta o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin”.

Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600