Portal do Governo | Investe SP | Cidadão SP | Internacional SP

Webmail    |    Intranet

 

Ministério da Economia da Holanda tem interesse em parceria com o IAC

 

 
O interesse por parceria na área agrícola trouxe o diretor-geral adjunto do Ministério da Economia da Holanda, Jasper Wesseling, em visita ao Instituto Agronômico (IAC), em Campinas, no dia 27 de março de 2017. Em sua primeira visita ao Brasil, Wesseling esteve no Instituto da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo para conhecer os trabalhos do IAC com ênfase na bioeconomia e avaliar a possibilidade de estabelecer parcerias por meio do Agropolo Campinas-Brasil, plataforma para inovação colaborativa entre o setor público e privado, em que o IAC é o principal participante no segmento agrícola.
O diretor-geral do IAC, Sérgio Augusto Morais Carbonell, que também é presidente da Secretaria Executiva do Conselho Administrativo do Agropolo Campinas-Brasil, recebeu a comitiva holandesa, composta também pelo adido de Inovação, Tecnologia e Ciência, Ernst Jan Bakker, e o Conselheiro de Ciência, Tecnologia e Inovação do Consulado Geral dos Países Baixos, Nico Schieettekatte. Carbonell esteve acompanhado pela assessora da diretoria, Lílian Cristina Anefalos, e por Ricardo Baldassin Junior, que integram, por parte do IAC, o Agropolo Campinas-Brasil.
“Gostaria de fazer um roadmap com parceiros brasileiros, tanto públicos quanto privados”, disse Schiettekatte. Os holandeses assinaram um acordo de cooperação com o Agropolo Campinas-Brasil, em 2016, na área de biocombustíveis. “Estamos agradecidos pela oportunidade de assinar acordo com o Agropolo e mostrar o compromisso do governo holandês por meio dessa assinatura do documento, porque nós sabemos que atrás disso há pesquisadores e institutos de pesquisa empreendedores, que veem oportunidade para desenvolver parcerias com o Brasil, para o bem de Campinas e da Holanda”, afirmou.
O IAC já mantém parceria com a Holanda, sobretudo em pesquisas focadas em solo, na área de agroenergia. “Temos vários programas com a Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo (FAPESP) em andamento, sobretudo na área de agroenergia”, disse o conselheiro de C, T&I, que também destacou a importância das parcerias com o IAC e com o Agropolo Campinas-Brasil. Para ele, os dois países compartilham desafios. “A Holanda sabe muito bem que não se faz nada sozinho; para nós, o Brasil é uma prioridade”, afirmou.
 
Em 2016, a agricultura na Holanda gerou 94 bilhões de euros em exportação. Segundo Schieettekatte, o país é o maior exportador de produtos agrícolas na União Europeia e o segundo no mundo, graças aos investimentos em institutos de pesquisa e indústria. A Holanda produz flores, carne, legumes, leite e derivados. “A parceria público privada está no DNA dos holandeses”, resumiu.
 
Além de visitar o IAC, o grupo esteve também na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Em Brasília, os holandeses estiveram no Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, onde participaram de um workshop sobre aplicação de tecnologias espaciais na área de agricultura de precisão, realizado na Agência Espacial Brasileira. “Temos que tratar sobre a gestão da água, que proporciona ganhos ao ambiente, à medida que se conhece quanto de água as plantas precisam e onde irrigar”, explicou o conselheiro. De acordo com Schieettekatte, com essas informações, ganha o ambiente e ganha o agricultor, que consegue melhorar seu orçamento.
 
O grupo também teve um encontro com CEOs de empresas holandesas no Brasil, além de reunião em São José dos Campos, com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e a Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A. (Embraer). No Rio de Janeiro, reuniu-se com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).
 
Para o secretário de Agricultura, Arnaldo Jardim, estabelecer parcerias internacionais abre novas oportunidades de intercâmbio de tecnologias e conhecimento. “É uma forma de ampliar a contribuição das instituições paulistas, como recomenda o governador Geraldo Alckmin”, diz.
 
O Agropolo Campinas-Brasil é uma plataforma de relacionamento entre universidades, centros e institutos de pesquisa e empresas de alta tecnologia, nacional e internacional, que visa desenvolver projetos de cooperação técnica nas diferentes áreas da bioeconomia — agricultura, alimentação, saúde, biodiversidade, bioenergia, química verde e desenvolvimento sustentável.

Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600