Portal do Governo | Investe SP | Cidadão SP | Internacional SP

Webmail    |    Intranet

Programa Seringueira


Programa de Pesquisa com a Seringueira no IAC

PROGRAMA DE PESQUISA COM A SERINGUEIRA NA APTA/IAC EM EXECUÇÃO

Muito embora os estudos com a seringueira em São Paulo tenham sido iniciados em 1952, e apesar dos percalços da inexistência de financiamento e da falta sistemática de recursos humanos, o volume de informações geradas pelA APTA/IAC, pode ser considerado substancial, envolvendo dados de produção, comportamento de novos clones e informações gerais sobre a cultura.

Os projetos em andamento no APTA/IAC são os seguintes:


+   Avaliação de novos clones de seringueira em regiões edafoclimáticas distintas do Estado de São       Paulo.
Coordenador:

pq.C. Paulo de Souza Gonçalves, D.Sc. - paulog@iac.sp.gov.br

Colaboradores:

Pq.C. Erivaldo José Scaloppi Júnior, D.Sc.

Pq.C. Antonio Lucio Mello Martins, D.Sc.

Pq.C. José Roberto Branco, M.Sc.

Pq.C. Elaine Cristine Gonçalves Piffer, D.Sc.

Pq.C. Paulo Boller Gallo, M.Sc.

Pq.C. Marcelo Almeida Silva, D.Sc.


Objetivos:

Obtenção de clones de seringueira de alto potencial de produção e vigor resistentes às doenças e outros caracteres secundários para plantio em grande escala ao nível de produtor.

Diversificar os clones recomendados para plantio em grande escala, considerando-se o maior risco de vulnerabilidade genética quando da utilização de poucos clones.


Locais de abrangência:

Apta – Pólo Regional Centro-Norte (Pindorama)
Apta – Pólo Regional Noroeste Paulista (Votuporanga)
Apta – Pólo Regional Nordeste Paulista (Mococa)
Apta – Pólo Regional Centro-leste (Ribeirão Preto)
Apta – Pólo Regional Centro-oeste (Jaú)
Centro Experimental de Campinas,


+   Obtenção, avaliação e seleção de progênies de seringueira.
Coordenador:

Pq.C. Paulo de Souza Gonçalves,D.Sc. - paulog@iac.sp.gov.br


Colaboradores:

Pq.C. Erivaldo José Scaloppi Júnior, D.Sc.

Pq.C. Elaine Cristine Gonçalves Piffer, D.Sc.

Pq.C. Adriano Tosoni da Eira Aguiar, D.Sc.


Objetivos:

Obtenção de genótipos de seringueira com características desejáveis e com possibilidade de utilização como parentais em esquema de cruzamento do programa de melhoramento genético.

Estimar parâmetros genéticos quantitativos como suporte para um melhor planejamento e condições de futuros esquemas de melhoramento genético.


Locais de abrangência:

Apta – Pólo Regional Centro-Norte (Pindorama)

Apta – Pólo Regional Noroeste Paulista (Votuporanga)

Apta – Pólo Regional Centro-oeste (Jaú)

Apta – Pólo Regional Vale do Ribeira (Pariquera-Açú)


+   Avaliação de sistemas de sangria em clones produtivos de seringueira do Estado de São Paulo.
Coordenador:

Pq.C. Paulo de Souza Gonçalves, D.Sc. - paulog@iac.sp.gov.br


Colaboradores:

Engº Agr. Juliano Quarteroli Silva, M.Sc..

Pq.C. Erivaldo José Scaloppi Júnior, D.Sc.

Pq.C. Adriano Tosoni da Eira Aguiar, D.Sc,


Objetivos:

Identificar qual o melhor sistema de explotação do látex em clones de melhor desempenho ora em avaliação na região de Pindorama.


Local de abrangência:

Toda região heveícola do Estado de São Paulo


+   Redução do período de imaturidade da seringueira através do uso de coberturas vegetais para a       região do Planalto do Estado de São Paulo.
Coordenador:

Pq.C. Antonio Lucio de Mello Martins, M.Sc - eepindor@bios.com.br


Colaboradores:

Pq.C. Paulo de Souza Gonçalves, D.Sc.

Pq.C. Heitor Cantarella, D.Sc.

Pq.C. Nelson Bortoletto, B.Sc.


Objetivos:

Avaliar as vantagens agronômicas e econômicas de várias coberturas vegetais para a cultura da seringueira.


Local de abrangência

Apta - Pindorama


+   Avaliação de novos clones de seringueira em experimento de pequena escala.
Coordenador:

Pq.C. Paulo de Souza Gonçalves, D.Sc. - paulog@iac.sp.gov.br


Colaboradores:

Pq.C. Antonio Lucio de Mello Martins, M.Sc.

Pq.C. Erivaldo José Scaloppi Júnior, D.Sc.

Pq.C. Luís Alberto Saes, M.Sc.

Pq.C. Paulo Boller Gallo, M.Sc.

Pq.C. Marcelo Almeida Silva, D.Sc.


Objetivos:

Obtenção de clones de seringueira de alto potencial de produção e resistência às doenças e outras caracteres secundários superiores para plantio em larga escala.

Diversificar os clones indicados para plantio em grande escala, considerando-se o maior risco de vulnerabilidade genética quando da utilização de poucos clones


Locais de abrangência:

Apta – Pólo Regional Centro-Norte (Pindorama)

Apta – Pólo Regional Noroeste Paulista (Votuporanga)

Apta – Pólo Regional Centro-oeste (Jaú)

Apta- Pólo Regional Nordeste Paulista (Mococa)


+   Avaliação de clones em Grande Escala.
Coordenador:

Pq.C. Paulo de Souza Gonçalves, D.Sc. - paulog@iac.sp.gov.br


Colaboradores:

Pq.C. Antonio Lucio de Mello Martins, M.Sc.

Pq.C. Erivaldo José Scaloppi Júnior, D.Sc.

Pq.C. José Roberto Branco, M.Sc.

Pq.C. Paulo Boller Gallo, M.Sc.

Pq.C. Marcelo Almeida Silva, D.Sc.


Objetivos:

A maior parte dos tratamentos que compõe o experimento, é de clones selecionados nos experimentos do Programa Seringueira. Através do potencial de produção média anual acumulada nos anos de avaliação os clones são recomendados.


Locais de abrangência:

Apta – Pólo Regional Centro-Norte (Pindorama)

Apta – Pólo Regional Noroeste Paulista (Votuporanga)

Apta – Pólo Regional Centro-oeste (Jaú)

Apta – Pólo Regional Centro-leste (Ribeirão Preto)

Apta – Pólo Regional Vale do Ribeira (Pariquera-Açú)


+   Obtenção de população recombinante para mapeamento de características de importância      econômica em seringueira (Hevea brasiliensis (Willd. ex Adr. de Juss.)Muell.-Arg. .
Coordenador:

Pq.C. Paulo de Souza Gonçalves, D.Sc. - paulog@iac.sp.gov.br


Colaboradores:

Pq.C. Erivaldo José Scaloppi Júnior, D.Sc.

PqC. Anete Pereira de Souza

PqC Luciana Lasry Benchimol

Msc. Ligia Regina Lima Gouvêa


Objetivos:

O projeto envolve a primeira etapa agronômica de um programa pioneiro para seringueira tendo como objetivo a construção de duas populações recombinantes para mapeamento de características de importância econômica através de marcadores moleculares. Serão instalados, em Votuporanga, dois ensaios de progênies e dois rametes (clones) utilizando as populações recombinantes de GT 1 vs RRIM 701 e GT 1 vs PB 235. Os ensaios de progênies serão constituídos de 350 indivíduos de cada progênie. Serão consideradas nas avaliações as variáveis: vigor, produção de borracha e produção pelo teste precoce HMM modificado. No laboratório serão determinados os caracteres do sistema latícifero como a espessura de casca, número de anéis, diâmetro, densidade e distância média de anéis, bem como avaliações de marcadores microssatelites polimórficos para os parentais GT 1, RRIM 701, PB 235 e F1s seguida avaliações dos híbridos F1s quanto a segregação de seu alelos e validação de sua descendência em relação a seus respectivos parentais.


Locais de abrangência:

Apta – Pólo Regional Noroeste Paulista (Votuporanga)

Unicamp

Instituto Agronômico


+   Fenologia as seringueira e características da borracha natural no Estado de São Paulo .
Coordenador:

Pq.C. Paulo de Souza Gonçalves, D.Sc. - paulog@iac.sp.gov.br


Colaboradores:

Eng. Agr.º Juliano Quarteroli Silva

Pq.C. Erivaldo José Scaloppi Junior


Objetivos:

O conhecimento das diferentes fases dos ciclos de vida da espécie vegetal constitui uma ferramenta eficaz de manejo o que possibilita identificar, o momento fisiológico ao qual se encontram associados as necessidades do vegetal que, uma vez atendidas, possibilitarão seu desenvolvimento normal, e consequentemente, bons rendimentos à cultura e melhor qualidade ao produto comercial. Em seringueira a maioria dos trabalhos de fenologia restringe-se apenas no estudo do comportamento decíduo de cultivares e sua correlação com doenças foilares, sem a preocupação de determinar que fatores ambientais exercem controle dos eventos fenológicos. Também, pouca importância é dada a outros fatores que podem influenciar a fenologia, como a prática de sangria e a correlação com as características do látex produzido. O projeto tem como principal objetivo realizar a caracterização fenológica de clones de seringueira em regiões produtoras de borracha do Estado de São Paulo. Além disso, pretende-se verificar que condições ambientais e fatores manejo, como a prática de sangria, exercem controle sobre a fenologia da cultura, bem como correlacionar isso com a quantidade e qualidade do látex produzido, o comportamento decíduo foliar e a exportação de nutrientes pela borracha natural. O projeto compreende dois experimentos instalados em regiões com classificação climáticas distintas e quatro clones de seringueira recomendados para o plantio nessas regiões, submetidos a diferentes sistemas de sangria. Pretende-se com isso gerar informações a respeito da fenologia da cultura na fase adulta, possibilitando a indicação das melhores técnicas de manejo para garantir uma melhor produtividade e qualidade da borracha natural.


Locais de abrangência:

Votuporanga, Campinas


+   Seleção de progênies e clones de seringueira para estabilidade e adaptabilidade fenotípica através de diferentes métodos de avaliação.
Orientador:

Pq.C. Paulo de Souza Gonçalves, D.Sc. - paulog@iac.sp.gov.br


Doutoranda:

Ligia Regina Lima Gouvêa, M.Sc


Colaboradores:

Pq.C. Antonio Lúcio Mello Martins, D.Sc.

Pq.C. Erivaldo José Scaloppi Júnior, D.Sc.

Pq.C. Elaine Cristine Gonçalves Piffer, D.Sc.

Pq.C. Mário Luiz Teixeira de Moraes, D.Sc.


Objetivos:

Avaliação da estabilidade e adaptabilidade de progênies e clones de seringueira do programa de melhoramento genético desenvolvido no Instituto Agronômico (IAC). Identificação de progênies e clones mais estáveis e adaptados em diferentes locais e anos com ênfase em produção e vigor da seringueira. Identificação de cultivares com maior estabilidade temporal de produção de borracha e vigor. Obtenção de informações complementares com a utilização dos diferentes métodos de avaliação de estabilidade e adaptabilidade. Seleção de progênies para produtividade, estabilidade e adaptabilidade com base em valores genéticos preditos. Estimativa do número mínimo de locais necessários para avaliação de progênies e clones de seringueira.


Locais de abrangência:

Apta – Pólo Regional Centro-Norte (Pindorama)

Apta – Pólo Regional Noroeste Paulista (Votuporanga)

Apta – Pólo Regional Alta Mogiana (Colina)

Selviria – MS

Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira (UNESP)


+   Predição de ganhos genéticos utilizando diferentes processos de seleção em progênies de seringueira em vários ambientes.
Orientador:

Pq.C. Paulo de Souza Gonçalves, D.Sc. - paulog@iac.sp.gov.br


Doutoranda:

Cecília Khusala Verardi, M.Sc


Colaboradores:

Pq.C. Antonio Lúcio Mello Martins, D.Sc.

Pq.C. Erivaldo José Scaloppi Júnior, D.Sc.

Pq.C. Elaine Cristine Gonçalves Piffer, D.Sc.

Pq.C. Mário Luiz Teixeira de Moraes, D.Sc.


Objetivos:

Comparar as estimativas de ganho de seleção através de três diferentes métodos de seleção (entre e dentro, combinada e índice multiefeito) para a cultura da seringueira, analisando-se as seguintes variáveis: produção de borracha, perímetro do caule, altura da planta e variáveis do sistema laticíferos tais como: espessura de casca, número total de anéis de vasos laticíferos, diâmetro dos vasos contidos nos anéis, avaliadas em duas populações em seis locais distintos, obtendo-se assim, suporte para futuros programas de melhoramento da espécie.


Locais de abrangência:

Apta – Pólo Regional Centro-Norte (Pindorama)

Apta – Pólo Regional Noroeste Paulista (Votuporanga)

Apta – Pólo Regional Alta Mogiana (Colina)

Selviria – MS

Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira (UNESP)


+  Estudo da herança da seringueira (Hevea spp.) com base em diferentes populações de progênies de     polinização aberta.
Orientador:

Pq.C. Paulo de Souza Gonçalves, D.Sc. - paulog@iac.sp.gov.br


Doutoranda:

Guilherme Augusto Peres Silva, M.Sc


Colaboradores:

Pq.C. Antonio Lúcio Mello Martins, D.Sc.

Pq.C. Erivaldo José Scaloppi Júnior, D.Sc.

Pq.C. Elaine Cristine Gonçalves Piffer, D.Sc.

Pq.C. Mário Luiz Teixeira de Moraes, D.Sc.


Objetivos:

Estudar a grandeza da variação genética e estimar os parâmetros genéticos relacionados às variáveis de produção e vigor em populações de progênies de diferentes procedências de Hevea spp., determinar correlações genéticas, fenotípicas e ambientais entre as variáveis de produção e vigor, e determinar o ganho genético das variáveis da produção de borracha por meio da seleção individual, combinada e pelo índice multi-efeito


Locais de abrangência:

Apta – Pólo Regional Centro-Norte (Pindorama)

Apta – Pólo Regional Noroeste Paulista (Votuporanga)

Apta – Pólo Regional Alta Mogiana (Colina)

Selviria – MS

Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira (UNESP)


+  Desempenho dos indivíduos (ortetes) nos testes de progênies e os respectivos rametes (clones) de      seringueira.
Orientador:

Pq.C. Paulo de Souza Gonçalves, D.Sc. - paulog@iac.sp.gov.br


Doutoranda:

André Luis Bombonato de Oliveira


Colaboradores:

Pq.C. Antonio Lúcio Mello Martins, D.Sc.

Pq.C. Erivaldo José Scaloppi Júnior, D.Sc.

Pq.C. Marcelo Almeida da Silva. D.Sc.


Objetivos:

O trabalho tem como objetivo comparar o desempenho entre indivíduos selecionados em teste de progênies e os clones deles derivados para verificar a eficência na seleção dos ortetes.


Locais de abrangência:

Apta – Pólo Regional Centro-Norte (Pindorama)

Apta – Pólo Regional Noroeste Paulista (Votuporanga)

Apta – Pólo Regional Centro-oeste (Jaú)




Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600