Portal do Governo | Investe SP | Cidadão SP | Internacional SP

Webmail    |    Intranet

Centro de Seringueira e Sistemas Agroflorestais


Germinador

O local destinado à sementeira deve estar o mais próximo possível do local onde vai ser instalado o viveiro, bem como de uma fonte de água de fácil acesso. Observando-se esses cuidados, os trabalhos serão facilitados, tendo em vista que as regas serão contínuas e que o transporte das mudas para locais distantes é oneroso.


As dimensões de área para a sementeira, dependem diretamente do tamanho do viveiro a ser formado. Assim para um cálculo aproximado, o agricultor deve levar em consideração que há cerca de 250 sementes em um quilograma, e que em 1 m2 de sementeira são colocadas de 1.200 a 1.500 sementes. A área escolhida é dividida em canteiros de 1,20 m de largura por 8 a 10 m de comprimento e espaçados entre si de 0,60 m.





O substrato usado deve ser solto, arejado e com boa capacidade para retenção de umidade, a fim de fornecer todas as condições extrínsecas necessárias à germinação das sementes. Substratos compactos dificultam a repicagem, principalmente quando a radícula já se encontra desenvolvida. Como exemplo de bons substratos, podemos utilizar serragem curtida ou areia. Preparados os canteiros, colocam-se as sementes de forma que a parte mais afunilada da mesma fique fora da terra e em posição inclinada, formando um ângulo de 45º com a horizontal, para facilitar a saída da radícula e permitir distinguir facilmente as que germinaram. Logo a seguir, regam-se os canteiros, de preferência com regadores de crivo fino, para impedir deslocamento da semente.


Duas regas diárias: manhã e tarde, são suficientes. Periodicamente, redistribuir o substrato sobre a semente, de maneira a evitar o ressecamento das pequeninas raízes.


Como medida de garantia, deve-se colocar a germinar na sementeira um número de sementes duas a quatro vezes maior do que o número de porta-enxertos que pretende plantar no viveiro


A sombra é importante para prevenir a seca do substrato pelo sol. Sugere-se que se faça uma cobertura utilizando caibros (varas) de 5 cm de diâmetro a uma altura de 1,0 m. Para cobrir utiliza-se palhas de palmeiras, capim sapé, colonião ou tela do tipo sombrite para fornecer sombra no germinador .


A germinação inicia-se em cerca de 10 dias após semeada. Quando as plântulas encontram-se no estádio de "palito" estas são cuidadosamente coletadas e levadas para plantio no viveiro. O procedimento é repetido diariamente por um período de quatro semanas. As sementes que não germinaram são descartadas. Plântulas que apresentaram defeitos como aquelas que perderam a semente, com duas ou mais raízes pivotantes ou com raízes pivotantes malformadas, dois caules ou qualquer outro defeito, devem ser descartadas.






Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600