Webmail    |    Intranet

Centro de Grãos e Fibras


Cultura - Algodão

Alicerce científico do extraordinário desenvolvimento da cotonicultura paulista, ocorrido a partir de 1930, o programa de pesquisas com o algodoeiro, realizado atualmente no IAC, direciona seus objetivos para atender às principais demandas tecnológicas dessa cultura, na região Centro-Sul do Brasil.


EQUIPE DIRETAMENTE LIGADA AO PROGRAMA

Pesquisadores:

Edivaldo Cia – Melhorista/fitopatologista
Julio Isao Kondo – Engenheiro têxtil
Luiz Henrique Carvalho – Fitotécnia
Milton Geraldo Fuzatto – Melhorista


Equipe técnica e experimentação regional:

Margarida Fumiko Ito – Centro de Fitossanidade
Antonio Lúcio Mello Martins – Exp. Regional (Pindorama)
Marcos Doniseti Michelotto – Exp. Regional (Pindorama)
Marcio Akira Ito – Exp. Regional (Tatuí)
Denizart Bolonhezi – Exp. Regional (Ribeirão Preto)
Dulcinéia Elizabete Foltran – Exp. Regional (Tietê)
Francisco Seiiti Kasai – Exp. Regional (Adamantina)
Rogério Soares de Freitas – Exp. Regional (Votuporanga)
Paulo Boller Gallo – Exp. Regional (Mococa)
Paulo Sergio de Souza – Exp. Regional (Mococa)
Paulo César Reco – Exp. Regional (Assis)
Wilson Barbosa – Exp. Regional (Campinas)
Nivaldo Guirado – Exp. Regional (Piracicaba)


LINHAS DE PESQUISA

• Melhoramento genético.
• Avaliação para resistência genética a doenças.
• Técnicas culturais.


OBJETIVOS

Contribuir, mediante novas cultivares, genótipos parentais e conhecimentos tecnológicos, para:
• garantia da sustentabilidade técnica e econômica da cotonicultura brasileira;
• reversão do processo de agravamento e dispersão de doenças, e conseqüente aumento dos custos de produção, na atividade;
• minimização dos riscos de desequilíbrio biológico e de estigmatização do algodão brasileiro, devidos à utilização excessiva de defensivos;
• recuperação da cotonicultura como opção de exploração agrícola, no Estado de São Paulo.


METAS

O programa tem por metas, anualmente:
• realização de 150 novas hibridações;
• realização de 2500 seleções de plantas;
• estudo de 600 populações híbridas, em diversas gerações;
• estudo de 1000 progênies em processo de estabilização;
• estudo de 150 novas linhagens iniciais e avançadas;
• avaliação para doenças, de 60 genótipos, dentre cultivares e linhagens avançadas disponíveis no Brasil;
• realização de 100 experimentos de campo, para atendimento às metas anteriores.


CULTIVARES

IAC 25 RMD:


PARCERIAS

I – Com entidades de apoio à pesquisa:
FAPESP
FACUAL
FIALGO
FINEP
FUNDAG


II – Com Instituições de Pesquisa:
AGÊNCIA RURAL DE GOIÁS
EMBRAPA
EPAMIG
FAFRAN
FUNDAÇÃO BAHIA
FUNDAÇÃO MT
IAPAR
IMA
UNESP
UNOESTE
USP




Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600