Portal do Governo | Investe SP | Cidadão SP | Internacional SP

Webmail    |    Intranet

Selecione abaixo o ano para ver os premiados:

2017    |   2016    |   2015    |   2014    |   2013    |   2012    |   2011    |   2010    |   2009    |   2008    |   2007
2006    |   2005    |   2003    |   2003    |   2002    |   2001    |   2000    |   1999    |   1998    |   1997    |   1996
1995    |   1994

 

Premiados 2003:

CATEGORIAS INTERNAS / PRÊMIO IAC PESQUISADOR CIENTÍFICO DO ANO

• JOAQUIM TEÓFILO SOBRINHO
Engenheiro Agrônomo, formado pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, ESALQ/USP, em 1963, ingressando no IAC em 1964. Pela mesma escola doutorou-se dez anos mais tarde. Seu espírito empreendedor e dinâmico despertou já na ESALQ, onde atuou em política estudantil, tendo participado da direção do Centro Acadêmico Luiz de Queiroz e chegou a criar um jornal (“Luiz de Queiroz”) muito lido na época pelos estudantes. Seu apelido de “Patrão”, no tempo estudante, está ligado à direção do jornal. O Centro de Citricultura nasceu do resultado da fusão da Seção de Citricultura do IAC com a Estação Experimental de Limeira, e tem sido um dos modelos para a grande reforma promovida na pesquisa para os agronegócios em São Paulo, com a criação da APTA, marcada pela descentralização das atividades e estreita colaboração com a cadeia do agronegócio. Joaquim recebeu vários prêmios de reconhecimento ao seu trabalho: Engenheiro Agrônomo do Ano, versão 1988, outorgado pela AEASP; Prêmio GCONCI: Hall da Fama da Citricultura Brasileira, em 1997; e Mérito Científico e Tecnológico outorgado pelo Governo do Estado de São Paulo, em junho de 2001. A marca do seu trabalho vitorioso e de sucesso na citricultura é a parceria e a integração desde o primeiro dia que colocou o pé na Estação Experimental, em 1967. Joaquim é um vencedor de dificuldades e um agregador de pessoas e idéias. Por esse motivo, é muito conhecido e respeitado na área de citricultura.

CATEGORIAS INTERNAS / PRÊMIO IAC APOIO TÉCNICO CIENTÍFICO DO ANO

• SÉRGIO ROBERTO FILIPINI
Técnico Agrícola formado na turma de 1975. Ingressou no Instituto Agronômico em 1976, onde exerce a função de Técnico de Apoio à Pesquisa Agrícola no Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio de Engenharia e Automação. Ao longo dos anos, colaborou em trabalhos científicos desenvolvidos nas culturas de café, milho, soja, trigo, laranja e algodão, nos sistemas de plantio convencional, direto e mínimo, como auxiliar de vários pesquisadores. Encarregado da coordenação dos Oficiais de Apoio à Pesquisa Agrícola do Centro APTA de Engenharia e Automação no período de 1994 a 2001. Desde 2002 responde pelo cargo de Chefe Operacional nesse mesmo Centro. Desde 1997, integra a equipe do CAPTA-Engenharia e Automação que trabalha com Segurança e Saúde no Trabalho Rural, tendo realizado diversos treinamentos nessa área. Além de participar ativamente das pesquisas, é instrutor habilitado para fornecer treinamentos a técnicos e agricultores nas áreas de manutenção de tratores, de regulagem de implementos agrícolas e de tecnologia de aplicação de agrotóxicos. Participa ativamente dos eventos e feiras da Instituição.

• ISAÍAS MARIANO DO AMARAL
Formou-se Técnico em Administração de Empresas em 1986. Concursado, foi nomeado Agente de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica no Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio de Frutas, em 1994. Em 2002 foi nomeado Diretor de Serviço junto ao Núcleo de Apoio Administrativo do IAC/CAPTA-Frutas/Jundiaí. Buscou sempre o aperfeiçoamento profissional, participando de cursos e treinamentos a que teve acesso ao longo desses anos. Além de cumprir as atribuições inerentes ao cargo que ocupa, é ativo e dinâmico colaborador em todas as atividades realizadas pelo CAPTA-Frutas, sendo figura conhecida e de destaque em eventos e feiras. Não bastasse tudo isso, ainda encontra tempo entre suas atividades diárias, para colocar em prática seus dotes culinários, freqüentemente nos agraciando com a já famosa costela no tacho, peixe na brasa e churrascos diversos.

CATEGORIAS EXTERNAS / PRÊMIO IAC PERSONALIDADE DO AGRONEGÓCIO

• JOSÉ LUIS CUTRALE
Nasceu em São Paulo, SP, em 17/9/1946. É sócio-fundador e dirigente da Sucocitrico Cutrale Ltda, uma das maiores empresas produtoras de suco de laranja do mundo. É também membro da Diretoria da Cutrale North América, Inc., da Cutrale Citrus Juice Inc., da Citrus Products Inc. e membro da Associação Brasileira dos Exportadores de Cítricos ABECITRUS. Recebeu várias homenagens e títulos honorários do Brazilian American Chamber of Commerce Inc., de órgãos do Governo Brasileiro e de outras entidades governamentais e não governamentais. Participou de missões diplomáticas brasileiras ao exterior, de congressos e seminários no segmento de cítricos. Reside em Araraquara, SP, onde também a Sucocitrico Cutrale Ltda tem sua sede.

CATEGORIAS EXTERNAS / PRÊMIO IAC POLÍTICO LIGADO AO AGRONEGÓCIO E OU À CIÊNCIA E TECNOLOGIA

• DR. GERALDO JOSÉ RODRIGUES ALCKMIN FILHO
Nasceu em Pindamonhangaba, SP, em 7 de novembro de 1952. É formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Taubaté. Sua vida política teve início em 1972. Com 19 anos, ainda no primeiro ano da Faculdade, filiou-se ao antigo MDB Movimento Democrático Brasileiro e foi o vereador mais votado de Pindamonhangaba. Em 1976 foi eleito prefeito de Pindamonhangaba, exercendo mandato de seis anos. Foi eleito, em 1982, deputado estadual. Foi um dos fundadores do Partido Social da Democracia Brasileira - PSDB. Entre os anos de 1991 e 1994, como presidente do PSDB de São Paulo, Geraldo Alckmin organizou o partido em todo o Estado, montando diretórios municipais e realizando encontros e reuniões para a formação de uma base sólida do PSDB. Nas eleições de 1994 foi eleito vice-governador, na chapa de Mário Covas. Em 2000, licenciou-se do cargo de vice-governador para concorrer à Prefeitura de São Paulo, tendo obtido 17 % dos votos. Em 6 de março de 2001 assumiu o Governo do Estado com a morte de Mario Covas. No ano seguinte, Geraldo Alckmin foi eleito governador do Estado de São Paulo, em 27 de outubro de 2002, para o mandato 2003-2006, com mais de 12 milhões de votos (58,64 % dos votos válidos).

CATEGORIAS EXTERNAS / PRÊMIO IAC IMPRENSA

• REDE GLOBO
As Organizações Globo são o maior grupo de mídia e comunicações da América Latina. Suas atividades focalizam três áreas: televisão e entretenimento; mídia impressa e rádio; telecomunicações e distribuição. Os principais compromissos das Organizações Globo são com a qualidade, o interesse público e a cultura brasileira, que se refletem nos seus veículos de comunicação - televisão, rádio, jornais, revistas e mídia virtual. São 12 empresas, divididas por unidades de negócio, e uma fundação que contam com um total de 20 mil profissionais e um faturamento anual de R$ 4,5 bilhões. O grupo lidera quase todos os mercados onde atua: possui 77% do mercado publicitário em TV; 25% do mercado publicitário em jornal; 20% do mercado publicitário em rádio e 11% do mercado publicitário em revistas. A Fundação Roberto Marinho é responsável pela implementação e gerenciamento do Canal Futura, o primeiro canal educativo brasileiro financiado pelo setor privado, e pelo Telecurso 2000, projeto de educação à distância que atende a milhões de jovens e adultos.

Prêmio IAC

O Instituto Agronômico, da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo foi fundado em 27 de junho de 1887 pelo Imperador D. Pedro II.

Como parte das comemorações, o Instituto Agronômico outorga, desde 1994 (Categorias Internas) e desde 2001 (Categorias Externas), o Prêmio IAC, que é o reconhecimento ao mérito científico, ao desempenho institucional e aos profissionais e instituições de destaque na agricultura paulista e nacional.

Internamente, o Prêmio IAC prevê a escolha nas categorias Apoio (técnico ou administrativo) e Pesquisador Científico.

Externamente, o Prêmio IAC é conferido a até três pessoas físicas ou jurídicas, escolhidas dentre as categorias: Agência de Fomento à Pesquisa, Destaque Especial, Personalidade do Agronegócio, Personalidade da Pesquisa, ou do Ensino ou da Extensão, Político ligado ao Agronegócio e/ou à Ciência e Tecnologia e Produtor Rural.

O Prêmio IAC consiste em miniatura do Prédio D. Pedro II, feita pelo artista plástico Giuseppe Botica e executada pela Fundiart –Fundição Artística em bronze sobre granito preto.

Quem pode ser agraciado

O Prêmio IAC na categoria externa visa a homenagear pessoas físicas ou jurídicas que, na área agrícola, destacaram-se pela contribuição nas esferas científicas e tecnológicas ou em atividades práticas que propiciem o desenvolvimento da agricultura sustentável, a melhoria da renda do agricultor e do agronegócio paulista.

Quem pode indicar

A indicação de candidatos é feita, mediante consulta, por pessoas físicas ou jurídicas ligadas ao agronegócio brasileiro, entidades de classe, associações, sindicatos, empresas, cooperativas, universidades, instituições de pesquisa e extensão rural. Os nomes indicados são avaliados pela comissão responsável pelo Prêmio IAC, composta por servidores do Instituto Agronômico e avalizada por seu Conselho de Diretores.

Entrega

A entrega do Prêmio é realizada na Sessão Solene que encerra as festividades em comemoração ao aniversário do Instituto Agronômico, em 27 de junho.

MEDALHA DE HONRA AO MÉRITO FRANZ WILHELM DAFERT

Em 2009 foi instituída a medalha de “Honra ao Mérito Franz Wilhelm Dafert" para homenagear personalidades e instituições por seus valores pessoais e serviços relevantes prestados à agricultura brasileira. Franz Wilhelm Dafert foi o fundador e primeiro diretor do Instituto Agronômico. Jovem cientista austríaco, doutor em química agrícola, foi contratado pelo governo brasileiro para organizar e dirigir um instituto de pesquisa agronômica. Sua gestão, considerada admirável, foi um período em que ocorreram importantes transformações na instituição, possibilitando um maior atendimento às demandas e à melhoria dos serviços. Sob sua direção, o Instituto Agronômico foi a primeira instituição a realizar análise de solo e planta no Brasil, recebendo, em 1904, a Medalha de Prata por Análise de Solo na Exposição Universal de Saint Louis, nos Estados Unidos.

 



Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600