Portal do Governo | Investe SP | Cidadão SP | Internacional SP

Webmail    |    Intranet

Selecione abaixo o ano para ver os premiados:

2016    |   2015    |   2014    |   2013    |   2012    |   2011    |   2010    |   2009    |   2008    |   2007    |   2006
2005    |   2005    |   2003    |   2003    |   2002    |   2001    |   2000    |   1999    |   1998    |   1997    |   1996
1995    |   1994

 

Premiados 2000:

CATEGORIAS INTERNAS / PRÊMIO IAC PESQUISADOR CIENTÍFICO DO ANO

• PEDRO ROBERTO FURLANI
Engenheiro Agrônomo, formado pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, ESALQ/USP, em 1969. Ingressou no Instituto Agronômico em 1970. Em 1975, foi transferido para a Seção de Fisiologia Vegetal, onde iniciou estudos sobre a avaliação de plantas, utilizando técnicas de hidroponia. Em 1980, foi contemplado com Placa de Prata conferida pelo CNPAF-EMBRAPA aos pesquisadores de cultura de arroz de sequeiro do IAC. Obteve os títulos de MS e PhD, em 1981, pela Universidade de Nebraska, Lincoln, EUA. Foi agraciado com os prêmios: Diploma de Honra ao Mérito conferido pelo Governo do Estado de São Paulo, referente ao lançamento de novos materiais de arroz, em 1983 e Prêmio "Justus von Liebig" conferido ao melhor trabalho na área de Nutrição Mineral de Plantas, na 20ª Reunião Brasileira de Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas, em 1992. Desenvolveu atividades relacionadas ao cultivo protegido, envolvendo o cultivo hidropônico. Publicou 56 artigos científicos; 37 trabalhos em reuniões científicas, 75 resumos; 7 trabalhos completos em Anais de Congressos; 1 livro e 14 capítulos de livros.

CATEGORIAS INTERNAS / PRÊMIO IAC APOIO TÉCNICO CIENTÍFICO DO ANO

• ARI DE CAMARGO
Técnico Agrícola, ingressou no IAC em 1977, na antiga Seção de Arroz e Cereais de Inverno. Foi efetivado por meio de concurso público como Técnico Agropecuário, em 1978, na antiga Seção de Cana-de-Açúcar. A partir de 1993, continuou suas atividades no Programa Seringueira, da Divisão de Plantas Industriais. Todos aqueles que convivem com o Ari sabem como o trabalho é parte fundamental da sua vida, e quanto é substanciosa sua contribuição na nossa pesquisa de área com a seringueira. Tem o compromisso de sempre desenvolver seu trabalho da melhor maneira possível e a capacidade de assumir responsabilidades diversas. O respeito, a dedicação e seriedade como encara o trabalho diário, sua pontualidade, o zelo ao patrimônio do nosso Instituto, a competência em dirigir as funções que lhe são atribuídas, a forma coerente de apresentar suas idéias, entre muitas outras qualidades profissionais, faz com que ele se torne merecedor do Prêmio IAC 2000.

• ANA MARIA DA SILVA OLIVEIRA
Iniciou suas atividades no Instituto Agronômico, em 1988, para exercer a função de Escriturária, na Seção de Publicações. Em 1992, foi admitida por meio de concurso público, para o cargo de Técnico de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica. Foi nomeada em Comissão para exercer a função de Chefe de Seção II, em 1993, na mesma Seção de Publicações. Em 1999, formou-se em Letras pela PUC - Campinas. Foi designada para o cargo de Diretoria Técnica de Serviço, no Núcleo de Documentação, em 5 de janeiro de 2000. Distinguiu-se como funcionária exemplar e consciente de seus deveres. Foi indicada para desempenhar as funções de Chefe de Seção e responsável pela editoração de publicações do Instituto Agronômico.

Prêmio IAC

O Instituto Agronômico, da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo foi fundado em 27 de junho de 1887 pelo Imperador D. Pedro II.

Como parte das comemorações, o Instituto Agronômico outorga, desde 1994 (Categorias Internas) e desde 2001 (Categorias Externas), o Prêmio IAC, que é o reconhecimento ao mérito científico, ao desempenho institucional e aos profissionais e instituições de destaque na agricultura paulista e nacional.

Internamente, o Prêmio IAC prevê a escolha nas categorias Apoio (técnico ou administrativo) e Pesquisador Científico.

Externamente, o Prêmio IAC é conferido a até três pessoas físicas ou jurídicas, escolhidas dentre as categorias: Agência de Fomento à Pesquisa, Destaque Especial, Personalidade do Agronegócio, Personalidade da Pesquisa, ou do Ensino ou da Extensão, Político ligado ao Agronegócio e/ou à Ciência e Tecnologia e Produtor Rural.

O Prêmio IAC consiste em miniatura do Prédio D. Pedro II, feita pelo artista plástico Giuseppe Botica e executada pela Fundiart –Fundição Artística em bronze sobre granito preto.

Quem pode ser agraciado

O Prêmio IAC na categoria externa visa a homenagear pessoas físicas ou jurídicas que, na área agrícola, destacaram-se pela contribuição nas esferas científicas e tecnológicas ou em atividades práticas que propiciem o desenvolvimento da agricultura sustentável, a melhoria da renda do agricultor e do agronegócio paulista.

Quem pode indicar

A indicação de candidatos é feita, mediante consulta, por pessoas físicas ou jurídicas ligadas ao agronegócio brasileiro, entidades de classe, associações, sindicatos, empresas, cooperativas, universidades, instituições de pesquisa e extensão rural. Os nomes indicados são avaliados pela comissão responsável pelo Prêmio IAC, composta por servidores do Instituto Agronômico e avalizada por seu Conselho de Diretores.

Entrega

A entrega do Prêmio é realizada na Sessão Solene que encerra as festividades em comemoração ao aniversário do Instituto Agronômico, em 27 de junho.

MEDALHA DE HONRA AO MÉRITO FRANZ WILHELM DAFERT

Em 2009 foi instituída a medalha de “Honra ao Mérito Franz Wilhelm Dafert" para homenagear personalidades e instituições por seus valores pessoais e serviços relevantes prestados à agricultura brasileira. Franz Wilhelm Dafert foi o fundador e primeiro diretor do Instituto Agronômico. Jovem cientista austríaco, doutor em química agrícola, foi contratado pelo governo brasileiro para organizar e dirigir um instituto de pesquisa agronômica. Sua gestão, considerada admirável, foi um período em que ocorreram importantes transformações na instituição, possibilitando um maior atendimento às demandas e à melhoria dos serviços. Sob sua direção, o Instituto Agronômico foi a primeira instituição a realizar análise de solo e planta no Brasil, recebendo, em 1904, a Medalha de Prata por Análise de Solo na Exposição Universal de Saint Louis, nos Estados Unidos.

 



Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600