Portal do Governo | Investe SP | Cidadão SP | Internacional SP

Webmail    |    Intranet

Selecione abaixo o ano para ver os premiados:

2016    |   2015    |   2014    |   2013    |   2012    |   2011    |   2010    |   2009    |   2008    |   2007    |   2006
2005    |   2005    |   2003    |   2003    |   2002    |   2001    |   2000    |   1999    |   1998    |   1997    |   1996
1995    |   1994

 

Premiados 1996:

CATEGORIAS INTERNAS / PRÊMIO IAC PESQUISADOR CIENTÍFICO DO ANO

• TOSHIO IGUE
Trabalhou na Seção de Técnica Experimental e Cálculo. Uma das características marcantes do Dr. Toshio é sua solicitude para com seus colegas. O pronto-atendimento a todos os que o procuram, mesmo sendo de outras instituições, é rotina no seu dia-a-dia. Personalidade humilde, mas marcante, abnegado, mas rígido na aplicação dos métodos científicos e na experimentação agronômica, Dr. Toshio possui significativa produção intelectual. Concluiu o doutorado na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, ESALQ/USP, e publicou cerca de 130 artigos científicos, 40 notas, 17 boletins e 2 teses. Publicou trabalhos em co-autoria com 102 pesquisadores do IAC e outras instituições. Foi premiado em 1994 como co-autor pela Revista Suma Fitopatológica, do Grupo Paulista de Fitopatologia, com o trabalho “Relações entre Clima e Ocorrência de Doença em Trigo”.

CATEGORIAS INTERNAS / PRÊMIO IAC APOIO TÉCNICO CIENTÍFICO/ADMINISTRATIVO DO ANO

• ANTONIO APARECIDO SCHINCAGLIA
Scincaglia, como é conhecido, ingressou no IAC em 1951. Contribuiu muito para a instalação de experimentos de café no CEC, Cooperativas de Agricultores e propriedades particulares do Estado de São Paulo. Colabora no desenvolvimento e avaliação de experimentos relativos aos programas de melhoramento de milho, arroz, hortaliças e outros programas na Seção de Genética. Foi agraciado com Medalhas e Distinções conferidas pelo antigo Departamento de Engenharia Mecânica da Agricultura. Também foi merecedor de Agradecimento Público, prestado pelos autores do livro “Plantas invasoras de culturas”. Durante sua longa trajetória no IAC, um fato de que muito se orgulha, o marcou: acompanhando Dr. Alcides Carvalho à Brasília, onde o pesquisador seria homenageado, Schincaglia sentiu-se constrangido por achar que não estava vestido adequadamente para a ocasião. Dr. Alcides não pensou duas vezes; tirou a gravata que usava e a colocou em Schincaglia, em um gesto de consideração e amizade que para Schincaglia ficou marcado para sempre.

• MARGARETE APARECIDA DAS CHAGAS
Ingressou no IAC em 1992, na Divisão de Estações Experimentais, mostrando desde o início seu interesse por computação. Ficava até tarde lendo livros de informática, aprendendo e esclarecendo suas dúvidas. Um dia ela abusou, estava tão concentrada que perdeu a hora de ir embora. E como ela ficava quieta num canto, foi esquecida por todos e trancada na sala. Decidida a aprender, conseguiu se aprimorar graças a sua grande força de vontade e dedicação. Passou a ensinar tudo o que sabia sobre computação aos funcionários das Estações que solicitavam sua ajuda.

Prêmio IAC

O Instituto Agronômico, da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo foi fundado em 27 de junho de 1887 pelo Imperador D. Pedro II.

Como parte das comemorações, o Instituto Agronômico outorga, desde 1994 (Categorias Internas) e desde 2001 (Categorias Externas), o Prêmio IAC, que é o reconhecimento ao mérito científico, ao desempenho institucional e aos profissionais e instituições de destaque na agricultura paulista e nacional.

Internamente, o Prêmio IAC prevê a escolha nas categorias Apoio (técnico ou administrativo) e Pesquisador Científico.

Externamente, o Prêmio IAC é conferido a até três pessoas físicas ou jurídicas, escolhidas dentre as categorias: Agência de Fomento à Pesquisa, Destaque Especial, Personalidade do Agronegócio, Personalidade da Pesquisa, ou do Ensino ou da Extensão, Político ligado ao Agronegócio e/ou à Ciência e Tecnologia e Produtor Rural.

O Prêmio IAC consiste em miniatura do Prédio D. Pedro II, feita pelo artista plástico Giuseppe Botica e executada pela Fundiart –Fundição Artística em bronze sobre granito preto.

Quem pode ser agraciado

O Prêmio IAC na categoria externa visa a homenagear pessoas físicas ou jurídicas que, na área agrícola, destacaram-se pela contribuição nas esferas científicas e tecnológicas ou em atividades práticas que propiciem o desenvolvimento da agricultura sustentável, a melhoria da renda do agricultor e do agronegócio paulista.

Quem pode indicar

A indicação de candidatos é feita, mediante consulta, por pessoas físicas ou jurídicas ligadas ao agronegócio brasileiro, entidades de classe, associações, sindicatos, empresas, cooperativas, universidades, instituições de pesquisa e extensão rural. Os nomes indicados são avaliados pela comissão responsável pelo Prêmio IAC, composta por servidores do Instituto Agronômico e avalizada por seu Conselho de Diretores.

Entrega

A entrega do Prêmio é realizada na Sessão Solene que encerra as festividades em comemoração ao aniversário do Instituto Agronômico, em 27 de junho.

MEDALHA DE HONRA AO MÉRITO FRANZ WILHELM DAFERT

Em 2009 foi instituída a medalha de “Honra ao Mérito Franz Wilhelm Dafert" para homenagear personalidades e instituições por seus valores pessoais e serviços relevantes prestados à agricultura brasileira. Franz Wilhelm Dafert foi o fundador e primeiro diretor do Instituto Agronômico. Jovem cientista austríaco, doutor em química agrícola, foi contratado pelo governo brasileiro para organizar e dirigir um instituto de pesquisa agronômica. Sua gestão, considerada admirável, foi um período em que ocorreram importantes transformações na instituição, possibilitando um maior atendimento às demandas e à melhoria dos serviços. Sob sua direção, o Instituto Agronômico foi a primeira instituição a realizar análise de solo e planta no Brasil, recebendo, em 1904, a Medalha de Prata por Análise de Solo na Exposição Universal de Saint Louis, nos Estados Unidos.

 



Sede do Instituto Agronômico
Avenida Barão de Itapura, 1.481
Botafogo
Campinas (SP) Brasil
CEP 13020-902
Fone (19) 2137-0600